O diretor regional do Sesc/Senac, Leopoldo Veiga Jardim, destacou a riqueza cultural dos índios e a importância da valorização desses costumes, em entrevista sobre a 1ª edição dos Jogos UNIRG (União dos Indígenas Residentes em Goiânia), realizados nos dias 15, 16 e 17 de novembro, no Sesc Universitário, em Goiânia.

Segundo Veiga, um dos objetivos do Sesc é justamente este: oferecer lazer e assistência. “Saber que, além disso, também tivemos a oportunidade de fortalecer e apoiar a cultura indígena é uma grande satisfação”, afirmou. Durante três dias de evento, índios de 18 etnias, além de calungas, quilombolas e africanos, disputaram as modalidades futsal e arco e flecha, nas categorias masculino e feminino. 

De acordo com a organização, 80% dos competidores são estudantes e boa parte deles possui o Cartão Sesc. Leomar Wainné Xerentem, coordenador dos esportes indígenas da UNIRG, afirma que o evento cumpriu com seu objetivo de promover o intercâmbio cultural entre os povos. “O Sesc sempre tem nos apoiado e isso é importante porque precisamos de espaço dentro da comunidade não indígena. Na aldeia, cada etnia tem sua organização social e chegar em uma cidade grande é outra realidade pois muitos veem de outros estados e isso acaba dificultando a união de todos”, disse.